Quem Somos

Foi no ano de 1966, no estado de Pernambuco, que Maria Digna e Edith Pessoa de Queiroz decidiram iniciar um trabalho social aproveitando a famosa habilidade manual das rendeiras nordestinas.

Passaram então a criar tapetes inspirados nos belos desenhos dos azulejos portugueses dos séculos XVIII e XIX, que revestiam as paredes das igrejas e das casas do Nordeste. Assim começou a Casa Caiada, com a linha que hoje chamamos Clássica. Várias outras vieram: Geométrica, Étnica, Floral, Animal Print e Infantil.

Os tapetes Casa Caiada são tecidos à mão em pura lã bordada sobre tela e em uma enorme variedade de cores, muitas delas tingidas com exclusividade para a marca.

Nosso ponto, criado e registrado pelas fundadoras, é uma variação do tradicional ponto de cruz; são 5 000 deles em cada metro quadrado.

Hoje a Associação Casa Caiada reúne dezenas de artesãs em Pernambuco e exporta seus trabalhos para o mundo todo.